Pisos de madeira ainda são os preferidos de quem deseja criar ambientes sofisticados e aconchegantes. Com enorme variedade no mercado, com acabamentos diversos e nomes diferentes, é comum ter dúvidas no momento de definir o melhor revestimento para o projeto. Quem deseja ter um piso de madeira nobre costuma ficar em dúvida entre duas opções: piso de madeira maciça e piso de madeira engenheirado. Mas qual a diferença entre os dois?

Segundo a arquiteta do Ateliê Revestimentos, Patricia Coelho, as duas opções são elegantes, mas uma delas tem melhor performance, aliando resistência e sustentabilidade. “O piso de madeira maciça está mais sujeito as intempéries, dilatando no calor e contraindo no frio. Já o piso de madeira engenheirado é mais consistente devido a sua estrutura, o que garante maior durabilidade”, explica.

Os pisos de madeira maciça, como assoalhos, tábuas corridas ou tacos são feitos exclusivamente de madeira natural e instalados na condição em que foram cortados na fábrica, com processo de instalação mais complexo.

Já o piso engenheirado une tecnologia e sustentabilidade. Ele apresenta uma camada que varia de 3 mm a 7 mm de madeira nobre na parte superior, com melhorias na engenharia interna do revestimento, através da construção de uma estrutura trançada (engenheirada) composta por camadas intermediárias feitas de chapas de madeira compensada. O piso tem melhor aproveitamento de madeiras nobres e pode ser instalado colado ou flutuante.

Enquanto o piso de madeira maciça exige raspagem, calafetação das juntas e frestas e aplicação de cera ou verniz logo após sua colocação, o piso engenheirado chega pronto para ser instalado. Com sistema de encaixe macho-fêmea, a instalação é mais rápida e sem falhas. Outro benefício desse revestimento é que ele já vem com nove camadas de verniz aplicadas em sua superfície, o que prolonga a beleza e a durabilidade do piso, eliminando qualquer manutenção a curto prazo.

“Essa estrutura composta por 20% de madeira maciça e 80% de madeira compensada proporciona maior estabilidade ao piso, por isso, não há barulho ao caminhar sobre a superfície mesmo após anos de uso”, revela Patrícia.

De acordo com a arquiteta, ao contrário da madeira convencional, o piso engenheirado dispensa o uso de cera, tornando a manutenção do dia a dia mais prática. “O desempenho desse piso é superior ao de madeira maciça, com o mesmo design elegante. Atualmente é a opção mais recomendada para quem deseja ter um piso de material nobre”, destaca.

(Total de 4.505 visitas, 1 visistas somente hoje)

Adicionar Comentário